Normal view MARC view ISBD view

Efeito de variáveis micrometeorológicas e disponibilidade hídrica no solo sobre resistencia estomática {hooka} difusao gasosa em feijoeiro

by Bergamaschi, H; Vieira, H.J; Angelocci, L.R; Ometto, J.C; Brunini, O.
Publisher: (Oct-Dic 1991)ISSN: 0041-4360.Subject(s): FRIJOL (PHASEOLUS) | TENSIÓN DE ABSORCIÓN | FOTOSISTEMAS | DEFICIT DE HUMEDAD EN EL SUELO | ESTRÉS OSMÓTICO | ESTOMA | TRANSPIRACION | KIDNEY BEANS | WATER POTENTIAL | PHOTOSYSTEMS | SOIL WATER DEFICIT | OSMOTIC STRESS | STOMATA | TRANSPIRATION | HARICOT COMMUN | POTENTIEL HYDRIQUE | PHOTOSYSTEME | DEFICIT HYDRIQUE DU SOL | STRESS OSMOTIQUE | STOMATE | TRANSPIRATIONOnline Resources: Es | Es In: Turrialba (IICA) v. 41(4) p. 445-451Summary: Em experimento conduzido a campo, em Piracicaba - SP, Brasil (latitude = 22°42'S; altitude = 576 m), foram avaliados efeitos de variáveis micrometeorológicas sobre a resistencia estomática {hooka} difusao gasosa em feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.), submetido a diferentes condiçoes de disponibilidade hídrica no solo. A cultura foi conduzida em tres épocas de semeadura (7 de julho, 22 de julho e 4 de agosto de 1983) e em dois níveis de água no solo (com e sem irrigaçao, durante uma estiagem de 25 de setembro a 12 de outubro) em subparcelas de 30 m x 20 m. Através de análise de regressao, foram avaliados os efeitos dos elementos radiaçao fotossinteticamente ativa (RFA), déficit de saturaçao de vapor d'água do ar da camada limite da cultura (DS) e velocidade do vento a 2 m acima do solo, sobre a resistencia estomática total de folhas de feijoeiro. Aumentos na densidade de fluxo de RFA diminuiram exponencialmente a resistencia estomática, com tendencia a estabilizá-la em niveis elevados de luz, sendo a variável que melhor explicou as variaçoes de abertura dos estomatos da cultura irrigada. A velocidade do vento aumentou exponencialmente a resistencia estomática, sendo a segunda variável do ambiente que mais influenciou a abertura dos estomatos em plantas irrigadas. A abertura dos estomatos mostrou responde {hooka} intereçao entre a disponibilidade hídrica no solo e {hooka} demanda evaporativa da atmosfera.
    average rating: 0.0 (0 votes)
No physical items for this record

6 ilus. 1 tab. 22 ref.

Em experimento conduzido a campo, em Piracicaba - SP, Brasil (latitude = 22°42'S; altitude = 576 m), foram avaliados efeitos de variáveis micrometeorológicas sobre a resistencia estomática {hooka} difusao gasosa em feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.), submetido a diferentes condiçoes de disponibilidade hídrica no solo. A cultura foi conduzida em tres épocas de semeadura (7 de julho, 22 de julho e 4 de agosto de 1983) e em dois níveis de água no solo (com e sem irrigaçao, durante uma estiagem de 25 de setembro a 12 de outubro) em subparcelas de 30 m x 20 m. Através de análise de regressao, foram avaliados os efeitos dos elementos radiaçao fotossinteticamente ativa (RFA), déficit de saturaçao de vapor d'água do ar da camada limite da cultura (DS) e velocidade do vento a 2 m acima do solo, sobre a resistencia estomática total de folhas de feijoeiro. Aumentos na densidade de fluxo de RFA diminuiram exponencialmente a resistencia estomática, com tendencia a estabilizá-la em niveis elevados de luz, sendo a variável que melhor explicou as variaçoes de abertura dos estomatos da cultura irrigada. A velocidade do vento aumentou exponencialmente a resistencia estomática, sendo a segunda variável do ambiente que mais influenciou a abertura dos estomatos em plantas irrigadas. A abertura dos estomatos mostrou responde {hooka} intereçao entre a disponibilidade hídrica no solo e {hooka} demanda evaporativa da atmosfera.

Click on an image to view it in the image viewer