Normal view MARC view ISBD view

Prolina em cafeeiros submetidos {hooka} déficit hídrico

by Mazzafera, P; Teixeira, J.P.F.
Publisher: (Jul-Set 1989)ISSN: 0041-4360.Subject(s): COFFEA ARABICA | GENOTIPOS | PLANTULAS | PROLINA | AMINOACIDOS | RESISTENCIA A LA SEQUIA | TRANSPIRACION | COFFEA ARABICA | GENOTYPES | SEEDLINGS | PROLINE | AMINO ACIDS | DROUGHT RESISTANCE | TRANSPIRATION | COFFEA ARABICA | GENOTYPE | PLANTULE | PROLINE | ACIDE AMINE | RESISTANCE A LA SECHERESSE | TRANSPIRATION | DEFICIT HIDRICO | STRESS | CATUAIOnline Resources: Es | Es In: Turrialba (IICA) v. 39(3) p. 305-313Summary: Mudas de um ano e meio uma introducao da India (BA-10 C1110-10) e um cultivar (Catuaí) de Coffea arabica L., diferindo quanto a tolerancia {hooka} seca, foram submetidas a condicoes controladas de déficit hídrico. Avaliou-se a área foliar, superfície relativa da raíz, peso seco de raíz e parte aérea, transpiracao e teor de prolina no segundo, terceiro e quarto par de folhas, a partir do ápice da planta. A introducao C1110-10 apresentou maior área foliar, superfície relativa de raíz, peso seco de raíz e parte aérea do que o Catuaí, porém, teve menor taxa de transpiracao. Para ambos genótipos, o segundo par de folhas foi o que mostrou maiores valores para prolina. Apesar de ter sido observado aumento do teor do aminoácido a medida que desenvolveu-se o estresse hídrico, o mesmo nao diferenciou as mudas de café quanto a sua capacidade de suportar {hooka} falta de água no solo. O acúmulo do aminoácido pareceu estar relacionado {hooka} injúria provocada pelo estresse
    average rating: 0.0 (0 votes)
No physical items for this record

1 ilus. 7 tab. 15 ref.

Mudas de um ano e meio uma introducao da India (BA-10 C1110-10) e um cultivar (Catuaí) de Coffea arabica L., diferindo quanto a tolerancia {hooka} seca, foram submetidas a condicoes controladas de déficit hídrico. Avaliou-se a área foliar, superfície relativa da raíz, peso seco de raíz e parte aérea, transpiracao e teor de prolina no segundo, terceiro e quarto par de folhas, a partir do ápice da planta. A introducao C1110-10 apresentou maior área foliar, superfície relativa de raíz, peso seco de raíz e parte aérea do que o Catuaí, porém, teve menor taxa de transpiracao. Para ambos genótipos, o segundo par de folhas foi o que mostrou maiores valores para prolina. Apesar de ter sido observado aumento do teor do aminoácido a medida que desenvolveu-se o estresse hídrico, o mesmo nao diferenciou as mudas de café quanto a sua capacidade de suportar {hooka} falta de água no solo. O acúmulo do aminoácido pareceu estar relacionado {hooka} injúria provocada pelo estresse

Click on an image to view it in the image viewer