Normal view MARC view ISBD view

Ciclo de crescimento dos botoes florais de café (Coffea arabica L.)

by Frederico, D; Maestri, M.
Publisher: Abr-Jun 1970Subject(s): COFFEA ARABICA | ETAPAS DE DESARROLLO DE LA PLANTA | FLORACION | LATENCIA | MUNDO NOVO | CRECIMIENTO DE FLORES | YEMAS FLORALES | DORMANCIA | COFFEA ARABICA | PLANT DEVELOPMENTAL STAGES | FLOWERING | COFFEA ARABICA | STADE DE DEVELOPPEMENT VEGETAL | FLORAISON In: Revista Ceres (Brasil) v. 17(92) p. 171-181Summary: O ciclo de crescimento dos botoes florais do café, Coffea arabica L. `Mundo Novo', foi estudado em Viçosa, Minas Gerais, em condiçoes naturais, na estaçao seca de 1967. As temperaturas médias semanais no período variaram de 13o. a 21o., com noites frias e dias relativamente quentes. A umidade relativa do ar esteve em média em torno de 80, e a água disponível no solo, a 25 cm de profundidade, foi práticamente nula. O crescimento foi deteriminado semanalmente em amostras de 74 - 100 botoes (corolas e estames) medindo-se seu comprimento, peso fresco e peso seco. A iniciaçao floral verificou-se em fins de maios e a quebra da dormencia dos botoes deu-se a 14 de setembro, provocada por uma chuva de 14,3 mm. O peso fresco seguiu um ciclo paralelo ao comprimento do botao. Ambos estabilizaram-se de meados de julho até o dia da chuva, e aumentaram rápidamente após a quebra da dormencia até a antese. Em meados de julho, os botoes haviam atingido um comprimento de 4-5 mm, nao se verificando, posteriormente, nenhum crescimento, até a chuva de 14 de setembro. O peíodo de dormencia foi, portanto, de dois meses. Com a reinício de crecimento , os botoes chegaram rápidamente a um comprimento médio de 11,5 mm, na véspera da florada. As flores abriram-se no dia 26 de setembro, 12 dias após a chuva que quebrou a dormencia. O teor d'água, expresso na base de peso fresco, caiu ligeiramente de 57.2 no início do estudo a 54.5, antes da chuva. Após esta, o teor d'agua aumenta rapidamente, atingindo 77,4 na flor aberta, quando estao decresce at[e a queda da corola, verificada quatro dias após a antese
    average rating: 0.0 (0 votes)
No physical items for this record

++Dat. num. 12 ref. Sum. (En, Pt)

O ciclo de crescimento dos botoes florais do café, Coffea arabica L. `Mundo Novo', foi estudado em Viçosa, Minas Gerais, em condiçoes naturais, na estaçao seca de 1967. As temperaturas médias semanais no período variaram de 13o. a 21o., com noites frias e dias relativamente quentes. A umidade relativa do ar esteve em média em torno de 80, e a água disponível no solo, a 25 cm de profundidade, foi práticamente nula. O crescimento foi deteriminado semanalmente em amostras de 74 - 100 botoes (corolas e estames) medindo-se seu comprimento, peso fresco e peso seco. A iniciaçao floral verificou-se em fins de maios e a quebra da dormencia dos botoes deu-se a 14 de setembro, provocada por uma chuva de 14,3 mm. O peso fresco seguiu um ciclo paralelo ao comprimento do botao. Ambos estabilizaram-se de meados de julho até o dia da chuva, e aumentaram rápidamente após a quebra da dormencia até a antese. Em meados de julho, os botoes haviam atingido um comprimento de 4-5 mm, nao se verificando, posteriormente, nenhum crescimento, até a chuva de 14 de setembro. O peíodo de dormencia foi, portanto, de dois meses. Com a reinício de crecimento , os botoes chegaram rápidamente a um comprimento médio de 11,5 mm, na véspera da florada. As flores abriram-se no dia 26 de setembro, 12 dias após a chuva que quebrou a dormencia. O teor d'água, expresso na base de peso fresco, caiu ligeiramente de 57.2 no início do estudo a 54.5, antes da chuva. Após esta, o teor d'agua aumenta rapidamente, atingindo 77,4 na flor aberta, quando estao decresce at[e a queda da corola, verificada quatro dias após a antese

Click on an image to view it in the image viewer